Home

 

 

 

Manifestantes devem tentar negociação na Funasa, na tarde desta terça-feira

 

Cerca de 100 índios fecharam a BR-101, em Biguaçu, por meia hora para protestar contra a política de saúde indígena, na tarde desta terça-feira. O grupo interditou a rodovia no sentido Sul, no Km 190, em frente à aldeia.

Após o bloqueio, os manifestantes seguiram pelo acostamento. Eles devem continuar o protesto na sede da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), em Florianópolis.

Segundo o cacique Hyral Moreira, a ideia é chamar a atenção da imprensa para as irregularidades de um edital para a contratação de ONGs que prestariam serviços à saúde indígena.

De acordo com ele, a Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI) teria credenciado apenas uma instituição para atender toda a população e as outras 20 ONGs inscritas, que já vinham prestando atendimento aos indígenas, foram desclassificadas.

Os índios vão tentar negociar com representantes da Funasa a revisão do edital. Para o cacique, o documento deve ser refeito pois os indígenas não foram consultados na elaboração do projeto. Eles também pedem o afastamento do Secretário Especial de Saúde Indígena, Antônio Alves de Souza, (SESAI), que estaria beneficiando uma ONG.

Fonte: DIÁRIO CATARIENSE

http://www.clicrbs.com.br/especial/sc/jsc/19,6,3485732,Indios-bloqueiam-BR-101-em-Biguacu-para-protestar-contra-politica-de-saude-indigena.html

3 pensamentos em “Índios bloqueiam BR-101, em Biguaçu, SC, para protestar contra política de saúde indígena

  1. MANISFESTO INDIGENA CONTRA A FRAUDE NO SESAI
                                           OPINIÃO
    olá caros amigos indígenas,
    vejo que estão lutando pelos seus direitos perante essa massa da sociedade que se apossou
    de tudo oque era de vocês antes e continuam tentando tirar o que ainda restou, negando-lhes
    os direitos de decidirem o que é o melhor para tentarem ainda se manterem.
     Porém até agora oque está sendo divulgado na mídia sobre essas negociações parece
    estar bem confuso para quem está vendo de fora, afinal qual é o principal objetivo dos indígenas, lutar contra a fraude no edital ou manter o órgão Rondo Brasil no acompanhamento aos indígena, é uma indagação. 
      Bem, vamos por partes, oque foi publicado sobre o órgão vencedor do edital, não resta a menor dúvida, foi uma grande sacanagem aos demais inscritos e a sociedade indígena, para isso, as leis foram criadas para punir esses tipos de fraudes, não só para indígenas mas, para todos que precisarem. Pelo que podemos observar até agora as pessoas mais envolvidas neste manifesto estão interessadas na politica em favor próprio e usando os demais envolvidos, não esclarecendo bem o objetivo do protesto. Ao que podemos ver, os próprios organizadores deste manisfesto
    não estão de cordo um com outro uns estão pensando na fraude, outros no Rondon Brasil, digo novamente é o que estamos vendo aqui de fora talvez seja um equivoco.
    O Rondo Brasil está á muito tempo vinculado á saúde indígena e cadê os pontos positivos junto aos indígenas que não criaram uma politica bem forte para ter estas estruturas neste momento, cadê seus funcionários indígenas capacitados no assunto que não estão no protesto, desculpem-me mas até onde eu conheço não tem ninguém…não conheço um técnico de enfermagem aqui no litoral catarinense, somente alguns funcionários que se dizem envolvidos no projeto da saúde. Mas nunca vi ação, trabalhando, quando procurávamos por eles, sempre estavam em reunião em Brasília, em são paulo, no rio grande do sul, no paraná,para o melhoramento da saúde indígena e agora que estourou a bomba não estão conseguindo reverter a história, por que não mostram na mídia as discussões que tiveram nas reuniões alguma coisa devem ter para mostrar todo esse tempo de luta e desempenho para esse melhoramento, cadê essas pessoas que gastaram tanto dinheiro para isso, qual é a resposta para suas comunidades. Pensem se vale apena citar o nome do Rondon Brasil na mídia, a maioria das populações que estão acompanhando essa negociação na internet estão pensando assim, e por mais que sejam amigas dos indígenas estão com as mãos atadas e não acham meio de ajudar no manifesto. A ideia do protesto é ótimo para o melhoramento da saúde indígena, mas que seja ela organizada coletivamente não só com interesse de tirar proveito para alguns enquanto outros ficam sempre a desejar como tem acontecido até agora com o atendimento da Funasa ás populações indígenas,ao que podemos ajudá-los no momento é saber o objetivo principal do protesto, se for contra o SESAI e contra esse Antônio Alves, podemos fazer muita coisa como citado acima as leis estão aí e os mestres nelas também, nem que para isso montamos uma comissão de advogados  e fazemos um processo coletivo junto aos indígenas. temos também as universidades as pessoas que estão se capacitando e sendo preparados para lutarem perante as sociedades,podemos também colher assinatura nas ruas para dar um peso á mais no manifesto, interditar inteiramente a fusana e seus funcionários e muitas outras ideias que podemos estar amadurecendo juntos. mas, caso seja para defender o Rondon Brasil as coisas ficam um pouco difícil, nem temos argumentos a favor, nesse caso poderíamos até atrapalhar á chegar algum acordo.
    VAMOS FORTALECER ESTE PROTESTO E COLOCAR A MÍDIA BEM APAR DOS ASSUNTOS SE ISSO FOR O OBJETIVO CITADO NAS REPORTAGENS.FORÇA AÍ!
    Obs.: esses dados que citei foram colhidos na mídia e também por que conheço as aldeias do litoral e vi que a saúde está um caos em algumas aldeias.

  2. olá caro colega. sou da etnia Xokleng, e participei deste protesto e concordo com sua ideias , gostaria de entrar em contato com você.
    Pois meu povo também está participando deste movimento e precisamos de um apoio.

    • olá keli que bom que você concorda com a ideia,
      bem, pelo que vejo as coisas continuam iguais e ao meu ponto de vista esta complicando um pouquinho mais,
      por que tem alguns grupos de indígenas que estão sendo contra estes protestos, estão muito indignados com o orgão atual e não querem apoiar o protesto aliás, estão pensando em promover um outro protesto contra.
      e o pior é que eles tem muitos argumentos e provas contra o atendimento da funasa.
      e agora?
      se os próprios indigenas estão divididos me diz aí qual é o melhor caminho a seguir? o meu contato é cronistaindigenista@gmail.com
      pode me escrever e dizer que tipo de apoio precisas!!!
      um abraço

Obrigado!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s